A criança adquire imunidade por brincar na natureza?

A criança adquire imunidade por brincar na natureza?

Ao contrário da crença popular, as brincadeiras naturais ao ar livre não fornecem imunidade contra infecções. A pesquisa sugere que as crianças que brincam em ambientes naturais podem estar em maior risco de desenvolver infecções respiratórias e infecções de ouvido.

No entanto, houve um aumento significativo no número de crianças morando nas cidades e menos acesso à natureza. Isso ocorre porque é mais fácil gerenciar creches, escolas e empregos com menos dependência do transporte público.

Também apresenta a oportunidade de explorar os benefícios de obter imunidade ao brincar na natureza. Brincar ao ar livre traz muitos benefícios à saúde

Natureza e imunidade

Um estudo publicado no Journal of Community Psychology descobriu que a exposição à natureza reduziu os níveis de cortisol. Isso indica que estar ao ar livre na natureza reduz o estresse.

O cortisol é um hormônio com o qual muitas pessoas estão familiarizadas na academia e durante o exercício. O corpo libera cortisol quando existe a possibilidade de uma situação de luta ou fuga.

O estresse eleva os níveis de cortisol. O cortisol pode desempenhar um papel na saúde mental. O corpo libera cortisol quando existe a possibilidade de uma situação de luta ou fuga.

O estresse eleva os níveis de cortisol. O cortisol pode desempenhar um papel na saúde mental. Outra pesquisa, publicada no Jornal Internacional de Pesquisa Ambiental e Saúde Pública, descobriu que passar tempo na natureza reduz a pressão arterial.

Por que as crianças não estão recebendo imunidade de brincar na natureza

Alguns pesquisadores sugeriram que, como as crianças nas cidades passam mais tempo em ambientes fechados, elas não têm exposição suficiente a alérgenos e germes e não estão muito expostas a ambientes naturais.

Outros apontaram que as áreas urbanas contêm mais prédios, escadas e poluição de automóveis, e a grande maioria das crianças nas cidades não tem a oportunidade de sair para brincar ao ar livre.

Mas não há nenhuma evidência para apoiar essas duas suposições.

A melhor pesquisa atual disponível sugere que a razão pela qual as crianças não desenvolvem proteção imunológica contra brincadeiras na natureza é que elas são expostas a muitas bactérias e vírus quando estão dentro de casa.

 

Os benefícios de obter imunidade ao brincar na natureza

Vivemos em uma cidade com carros velozes, poluição constante, lagos e cursos d’água poluídos e um pouco de ar poluído.

Brincar com a natureza nos permite mergulhar na natureza e isso pode reduzir a exposição aos germes.

Muitos pais desejam expor seus filhos à natureza, mas têm medo do que pode acontecer se a criança ficar doente.

Também existem preocupações quanto a danos físicos ao corpo se a criança cair e ficar machucada. Portanto, alguns pais podem continuar a oferecer aos seus filhos espaços internos tradicionais para brincar, mas, ao fazê-lo, eles os colocam em risco.

Alternativas para espaços internos de recreação Há muitos benefícios em se envolver com a natureza, como passar bons momentos com nossos filhos e desenvolver um forte vínculo com a natureza e o ambiente local.

O que os pais podem fazer para ajudar seus filhos a ganhar imunidade para brincar na natureza

Para proteger as crianças de contraírem infecções em áreas naturais, os pais devem: Pedir a seus filhos que lavem as mãos com frequência durante as brincadeiras ao ar livre.

Limpe o equipamento de recreação contaminado regularmente. Limite o tempo ao ar livre em 30 minutos por dia ou menos.

Siga os cronogramas de vacinação de rotina e agende todos os reforços necessários.

Em casa, mantenha as crianças em ambientes fechados quando estiverem doentes e diminua o tempo ao ar livre se os sintomas piorarem.

Conclusão

O CDC conclui: “Levar as crianças ao ar livre tem muitos benefícios, incluindo aprender a apreciar e respeitar a natureza.

Promove exercícios, ajuda na coordenação olho-mão, melhora a força física e a coordenação, aumenta os níveis de energia e melhora o sistema imunológico. ”Ao contrário da crença popular, as brincadeiras naturais ao ar livre não fornecem imunidade contra infecções.

A pesquisa sugere que as crianças que brincam em ambientes naturais podem estar em maior risco de desenvolver infecções respiratórias e infecções de ouvido.

No entanto, houve um aumento significativo no número de crianças morando nas cidades e menos acesso à natureza.

Isso ocorre porque é mais fácil gerenciar creches, escolas e empregos com menos dependência do transporte público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *